Financeiro Receitas Despesas Contas a pagar Contas a receber Fluxo de caixa

Provisionamento de despesas: elimine os riscos das daquelas despesas não previstas

Postado por Vinicius Moura em 19 de nov de 2019

Provisionamento de despesas: elimine os riscos das daquelas despesas não previstas

Quando falamos de controle de gastos, logo pensamos que isto refere-se apenas à empresas, mas não é bem assim. Na maioria das vezes, fazemos um provisionamento de despesas que conhecemos. Mas e aquelas despesas que aparecem de última hora? Será que elas são necessárias?

Sim, as famílias precisam fazer seu provisionamento de despesas. Você tem dúvidas disso?

Ao contrário do imaginado, o provisionamento de despesas serve tanto para pessoas físicas quanto para as empresas. Fazer o controle de despesas e receitas ajuda a não "passar da conta" nos gastos, e a verificar quais despesas são fundamentais e quais não são. Estas despesas fundamentais incluem contas necessárias para a sobrevivência, como, por exemplo, conta de água, energia, aluguel, comida, higiene, entre outros. Outros gastos não fundamentais, como festa, roupas caras, carro de luxo são despesas que podemos repensar se são necessárias ou servem apenas como métrica de vaidade.

Depois da bonança vem a tempestade

Assim como falamos antes, com o provisionamento de despesas, conseguimos identificar os gastos que são fundamentais para a nossa sobrevivência. Assim, caso haja um aumento destes gasto, podemos ver onde conseguimos economizar. Um bom exemplo é o começo de um novo ano. É preciso verificar como serão pagos IPTU, IPVA, seguro do carro e seguro da casa. Soma-se a isso o material escolar, matrículas do colégio, uniformes novos das crianças, curso de inglês e as suas apostilas. Também caso tenha empregados domésticos vem as férias e a conta de luz mais alta por conta do ar condicionado no verão. Pior, não podem negligenciar a prestação da casa, o seguro de vida, pagar o plano de saúde e honrar as prestações das compras de natal.

E agora, quem poderá ajudar?”  Não dá pra chamar o “Chapolim Colorado”.

Duas estratégias são, no mínimo, necessárias: equilibrar receitas, despesas e reservas para pagamentos (se houverem); não deixar que isso se repita, ou seja: provisionar as despesas para o ano seguinte.

A vida das empresas não é muito diferente

As pesquisas do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) mostram que apenas 9% dos brasileiros dizem ter condições de pagar as despesas de início do ano com seus próprios rendimentos. 

Considerando que 27% da população adulta brasileira é formada por empreendedores. Não é difícil constatar que boa parte dos empreendedores brasileiros deixam de fazer ou não sabem como fazer o provisionamento de despesas. Isso põe em risco o cenário microeconômico e não é bom para os negócios, nem para o Brasil.

Se é importante que as famílias criem o hábito de fazer um planejamento financeiro e provisionar as despesas (em especial as maiores), mais importante ainda é que as empresas equilibrem seu fluxo de caixa, uma vez que muito mais famílias dependem da produção de riquezas pelos empreendimentos.

Não há alternativas fáceis: é preciso fazer o provisionamento de despesas

Provisionamento é o ato de planejar as despesas da empresa ao longo do ano. Portanto é importante para tomadas de decisão e realização dos investimentos necessários para o negócio fluir com maior tranquilidade.

Se você tem dúvidas sobre o que é uma despesa provisionada ou por que é preciso provisioná-la, o site "WikiHow – Como fazer de tudo" tem um excelente artigo que explica 5 passos importantes para quem precisa provisionar despesas e não entende bem, ainda, o conceito. 

Veja como fazer o planejamento anual do orçamento do seu negócio

Se você prefere uma orientação mais próxima à realidade das pequenas e médias empresas, indicamos um ótimo artigo do SEBRAE, escrito por Paulo Dortas, especialista em auditoria e suporte a transações, que mostra os principais pontos de atenção na hora de definir e listar as despesas do ano. 

O orçamento é um plano que mostra como contingenciar o fluxo de receitas e despesas durante o exercício

Lembre-se sempre que o orçamento da sua empresa precisa ser alinhado ao plano de negócios e é uma ferramenta de gestão importantíssima para a gestão financeira da organização.

O orçamento não deve engessar a dinâmica da empresa, ao mesmo tempo que deve orientá-la sobre qualquer contingenciamento no fluxo de receitas e despesas.

Uma boa gestão financeira vai comparar o previsto e o realizado, contingenciar as distorções e tomar as decisões necessárias para o crescimento saudável da organização. Portanto, um gerenciamento financeiro eficiente é fundamental para executar esses cenários.

Ganhe tempo com um gerenciador financeiro eficiente. Com o sistema UpGestão , o controle do fluxo de caixa permite uma visão segura sobre o momento financeiro da empresa, e enriquece as projeções sobre os possíveis cenários demonstrados no orçamento da organização.

Com o UpGestão você garante resultados adequados ao nível de exigência do século 21. Experimente agora mesmo e veja como é simples e fácil.

Começe já a utilizar o UpGestão

Um bom Sistema de Gestão Online otimiza sua rotina de administrador, permite que você tenha uma visão ampla dos processos da empresa, além de trazer recursos para que você tome suas decisões da forma mais estratégica e inteligente possível.

Experimente Gratis
.