Bento precisou entender bem o que eram “essas tais de NF-e, NFS-e e NFS”. Isso porque, logo que legalizou a sua Distribuidora dos Pampas, Bento se posicionou anunciando que a sua empresa era a melhor distribuidora de carnes de Muriaé, interior de MG. E a demanda foi imediata.

Conhecer a qualidade da melhor forma: degustando

A Distribuidora dos Pampas usava como estratégia de marketing a execução de grandes churrascos em eventos, a preço baixo para os contratantes, com “a melhor carne que o público provaria em sua vida”. Era Bento, mesmo, quem escolhia as carnes. Preparava com antecedência e comandava, também, os churrasqueiros. Se não fosse por isso, o gaúcho não montaria esse negócio. Viver de sua cultura era o que ele sempre quisera. Bento se vangloriava por ser a quinta geração de churrasqueiros de uma família de Bento Gonçalves, Rio Grande do Sul (por isso seu nome característico).

Ao Cliente o que é do cliente. Ao Fisco o que é do fisco.

Mas Bento queria ganhar dinheiro fazendo negócios e se divertindo, ao mesmo tempo, pondo a sua cultura em prática. Ele não imaginava que precisaria conhecer certas obrigações que um empreendedor não consegue e nem pode fugir delas. Por exemplo, para crescer, não podia errar em sua gestão contábil, tributária e financeira. Sem isso, teria grandes “pelejas” com o Fisco. Bento se esforçou e conseguiu.

Certa vez, perguntado por onde começou a aprender, ele foi objetivo: “É claro que um bom gaúcho sabe que quem está na fronteira tem menos tempo para errar, né? Aprendi a ficar atento, tchê, já na legalização da minha empresa.

Mas para funcionar a contento e me manter na linha, fui logo aprendendo que a venda da carne para os açougues era com NF-e, já os churrascos que fazemos, são tributados no Município quando emitimos NFS-e.”

O que são as NF-e, NFS-e ou NFS?

Se você ainda não está no ramo, não se assuste. As siglas são simples e valem para os outros negócios (não só para distribuidores e grandes churrasqueiros):

  • NF-e – Nota Fiscal Eletrônica: Versão totalmente eletrônica da antiga nota fiscal. Serve para operação mercantil, ou seja, para venda de produtos. Essa nota é referente ao Fisco Estadual, já que as mercadorias recolhem o ICMS ou Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços  – não compreendidos na competência tributária dos Municípios.
  • NFS-e – Nota Fiscal de Serviços Eletrônica: Versão totalmente eletrônica da antiga nota fiscal de serviços. Serve para a prestação de serviços. A NFS-e é uma nota específica para os serviços compreendidos na competência tributária dos Municípios.
  • NFS – Nota Fiscal de Serviços Avulsa: Cada Prefeitura tem a prerrogativa de utilizar ou não essa modalidade de Nota Fiscal.

Isso foi feito só pra complicar, né?

Por mais que no início se ache confuso, logo o empreendedor compreende que existem muitas vantagens que justificam a adoção padronizada das emissões eletrônicas de notas fiscais. Por exemplo:

  • O custo de impressão é reduzido, impactando positivamente para prestadores de serviços;
  • O processo de recolhimento de obrigações acessórias é simplificado para os contribuintes;
  • O impacto é mínimo na atividade do contribuinte;
  • O mecanismo elimina enganos humanos comuns como erros de cálculo e de preenchimento de documentos de arrecadação;
  • O documento eletrônico tem validade jurídica;
  • Beneficia a política de contingências e segurança;
  • Favorece o Fisco, pois controla em tempo real as operações realizadas;
  • Contribui para reduzir a sonegação de impostos.

Se é tão simples, basta entender e aplicar direito, correto?

Sim e não. Naturalmente, entender é o primeiro passo para se aplicar direito e, em uma empresa com pouquíssimo giro, emitir notas fiscais não será assim algo tão complexo. No entanto, o erro humano existe e o mal conhecimento das minúcias da legislação podem confundir ou colaborar para que as notas fiscais sejam emitidas com problemas e sejam rejeitadas pelos sistemas.

O melhor que se faz para uma boa gestão é contratar um sistema de gestão feito sob medida para o empreendimento. Esse sistema, dentre outras vantagens, deve tratar documentos diferentes com suas especificidades. Por exemplo, no caso das NF-s e NFS-e, é preciso que o sistema de gestão:

  • Crie o orçamento de forma única, ou seja, mostrando ao cliente final os produtos adquiridos e serviços contratados;
  • Selecione do orçamento, para vias de faturamento, os produtos que serão relacionados em um DAV (Documento Auxiliar de Venda);
  • Da mesma forma, selecione as contratações de serviços que serão relacionadas em uma OS (Ordem de Serviço);
  • Emita os documentos e realize o faturamento financeiro, sem erros, por meio de um processo a prova de falhas.

Bento escolheu o UpGestão

Bento decidiu contratar o UpGestão, porque além dessas funcionalidades importantes, ele conta com a facilidade de poder realizar este orçamento pelo próprio dispositivo móvel (celular ou tablet).

Isso foi fundamental para que os churrascos da Distribuidora dos Pampas se tornassem mais do que uma diversão para Bento e um prazer para os participantes: a agilidade das operações faziam das ocasiões verdadeiras feiras de negócios.

Com UpGestão você garante resultados adequados ao nível de exigência do século 21. Experimente agora mesmo e veja como é simples e fácil.

Dê um UP na GESTÃO da sua empresa

Experimente Grátis UpGestão