funcionalidades gestão financeira gestão fiscal gestão administrativa

Fiz orçamento de mercadorias e serviços e preciso faturar. E agora, como tratar NF-e e NFS-s de forma distinta?

Postado por Vinicius Moura em 25 de nov de 2019

Fiz orçamento de mercadorias e serviços e preciso faturar. E agora, como tratar NF-e e NFS-s de forma distinta?

Sim, é possível fazer um orçamento com produtos e serviços juntos. No entanto, a forma com que estes documentos é separado, depende inteiramente do sistema contratado.

Se você é novo e ainda não conhece o significado de NF-e e NFS-e, não se preocupe. Com a ajuda certa, verá que fazer um orçamento que envolva produtos e serviços não é tão complicado quanto parece.

Primeiros passos

Antes de começar a fazer o orçamento, precisamos entender com quais documentos sua empresa irá trabalhar. Se você presta serviços, terá que emitir a nota fiscal eletrônica de prestação de serviços (conhecida como NFS-e). 


Exemplo de emissão de NFS-e no Sistema UpGestão

Se o seu caso for a venda de produtos, bom, então emitira notas fiscais eletrônicas (a famosa NF-e). 


Exemplo de emissão de NF-e no Sistema UpGestão

Mas eu mexo com os dois, e agora? É simples! Utilizará os dois documentos.

E onde entra o orçamento nisto?

No processo antes da emissão destes documentos. Com o sistema UpGestão, você consegue fazer um orçamento com produtos e serviços, de forma que com um simples clique de um botão, os documentos de NF-e e NFS-e ficam prontos para a emissão. Fazendo estes passos, você agiliza a emissão de documentos fiscais sem precisar "refazer" todo o trabalho. 

O que são as NF-e, NFS-e ou NFS?

Chegou a hora de aprender o significado destas siglas. Elas são simples e valem para os todos os negócios correspondentes ao segundo setor:

  • NF-e – Nota Fiscal Eletrônica: Versão totalmente eletrônica da antiga nota fiscal. Serve para operação mercantil, ou seja, para venda de produtos. Essa nota é referente ao Fisco Estadual, já que as mercadorias recolhem o ICMS ou Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços  – não compreendidos na competência tributária dos Municípios.
  • NFS-e – Nota Fiscal de Serviços Eletrônica: Versão totalmente eletrônica da antiga nota fiscal de serviços. Serve para a prestação de serviços. A NFS-e é uma nota específica para os serviços compreendidos na competência tributária dos Municípios.
  • NFS – Nota Fiscal de Serviços Avulsa: Cada Prefeitura tem a prerrogativa de utilizar ou não essa modalidade de Nota Fiscal.

Isso foi feito só pra complicar, né?

Por mais que no início se ache confuso, logo, o empreendedor compreende que existem muitas vantagens que justificam a adoção padronizada das emissões eletrônicas de notas fiscais. Por exemplo:

  • O custo de impressão é reduzido, impactando positivamente para prestadores de serviços;
  • O processo de recolhimento de obrigações acessórias é simplificado para os contribuintes;
  • O impacto é mínimo na atividade do contribuinte;
  • O mecanismo elimina enganos humanos comuns como erros de cálculo e de preenchimento de documentos de arrecadação;
  • O documento eletrônico tem validade jurídica;
  • Beneficia a política de contingências e segurança;
  • Favorece o Fisco, pois controla em tempo real as operações realizadas;
  • Contribui para reduzir a sonegação de impostos.

Se é tão simples, basta entender e aplicar direito, correto?

Sim e não. Naturalmente, entender é o primeiro passo para se aplicar direito e, em uma empresa com pouquíssimo giro, emitir notas fiscais não será assim algo tão complexo. No entanto, o erro humano existe e o mal conhecimento das minúcias da legislação podem confundir ou colaborar para que as notas fiscais sejam emitidas com problemas e sejam rejeitadas pelos sistemas.

O melhor que se faz para uma boa gestão é contratar um sistema de gestão feito sob medida para o empreendimento. Esse sistema, dentre outras vantagens, deve tratar documentos diferentes com suas especificidades. Por exemplo, no caso das NF-e e NFS-e, é preciso que o sistema de gestão:

  • Crie o orçamento de forma única, ou seja, mostrando ao cliente final os produtos adquiridos e serviços contratados;
  • Selecione do orçamento, para vias de faturamento, os produtos que serão relacionados em um DAV (Documento Auxiliar de Venda);
  • Da mesma forma, selecione as contratações de serviços que serão relacionadas em uma OS (Ordem de Serviço);
  • Emita os documentos e realize o faturamento financeiro, sem erros, por meio de um processo a prova de falhas.

Eae? Já possui um sistema para lhe auxiliar em todo o processo do orçamento até a emissão da nota fiscal?

Com UpGestão você garante resultados adequados ao nível de exigência do século 21. Experimente agora mesmo e veja como é simples e fácil.

Começe já a utilizar o UpGestão

Um bom Sistema de Gestão Online otimiza sua rotina de administrador, permite que você tenha uma visão ampla dos processos da empresa, além de trazer recursos para que você tome suas decisões da forma mais estratégica e inteligente possível.

Experimente Gratis
.